terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Feliz Natal...

Caros amigos, passei por aqui só para vos desejar um Feliz Natal. Espero que tenham passado a noite passada e o dia de hoje rodeado de todos os que vos são queridos. No meu caso, apesar de não estar connosco fisicamente, sabemos que está lá em cima a olhar por nós :)

domingo, 16 de dezembro de 2012

O pequeno artesão e o Natal...ou como organizar a lista de prendas

Os que de vós têm facebook, provavelmente já viram uma série de posts acerca dos presentes deste Natal, em que o moto é: "Vamos comprar as nossas prendas a nível local, comprando à vizinha que vende por catálogo, ao amigo que faz sabonetes, à prima que faz bijuteria, etc...."

O que é certo é que apesar de realmente concordar com o objectivo (eu vendo Oriflame, lembram-se???? :)) é ainda difícil pôr em práctica a 100%. Primeiro porque há coisas giríssimas, mas que são super-caras, adorei umas malas que vi em vários locais - garbags, eggbags, malas de azulejos, mas a preços que rondam os 75 e 100€!!!! torna-se complicado...depois vi bijuteria bastante egraçada e também, bastante em conta, mas sou sincera...não sei oferecer bijuteria...gostei de uns colares de 5 €, mas realmente gostei deles para mim...acho que para as pessoas da minha lista não funcionaria muito bem, e vi uns chinelos maravilhosos aqui...mas lá está...são lindos para mim, mas não estou a ver mais ninguém na minha lista a usá-los... No entanto consegui comprar uma prenda handmade, feita por uma amiga que está perto da terra do Pai Natal :) e  podem visitá-la aqui, que ela tem coisas muito giras. E pronto, lá se foi a minha ideia de oferecer apenas handmade...pró ano logo tento outra vez (e se calhar com uns handmade feitos por mim...).

De qualquer modo, e tendo em conta o período de crise que atravessamos, achei que deveria partilhar convosco o meu modus operandi de compras natalícias...

Então é assim:

1º - Faço um tecto máximo de quanto quero/posso gastar em prendas, de acordo com o subsídio de Natal (tenho a sorte de ainda o receber por inteiro). Outros gurus da economia familiar aconselham a juntar ao orçamento, os gastos com a ceia de Natal, os enfeites, etc... Como vou passar o Natal com a sys e a mãe (o J. vai ter com o baby D.) este tipo de despesas ainda não entram no meu orçamento. Por outro lado, já comprámos a árvore de Natal e duas caixas de bolas há uns 3 anos. Quando chega a altura de montar a árvore de Natal, achamos sempre que temos luzinhas, mas o que é certo é que não estão na caix das bolas, portanto...não devemos ter luzinhas... (tenho que juntar à lista de compras...juntamente com as fitas., que também não temos...)

2º - Faço a lista das pessoas a quem quero oferecer prendas. Geralmente, eu ofereço as do meu lado, o J. oferece as do lado dele, e vai tudo no nome dos dois...e gastamos menos dinheiro (cada um)...

3º - Penso no que oferecer a cada pessoa. Por razões óbvias não vou escrever aqui o que vou oferecer...mas se quiserem logo posto...

4º - Vou à procura das prendas...Mas tenho de confessar que ir para um centro comercial atulhado de gente é um stress (ainda me lembro de na noite de 23 me ter enfiado no Colombo com uma amiga...loucas!!).

No entanto, a Joana o que faz é ir comprando ao longo do ano. Este Natal já não vou a tempo, mas nos próximos quero fazer isso...Em Janeiro faço logo a lista de prendas, e de pessoas, e vou comprando ao longo do ano (ou fazendo). E é isso, está decidido!!!!

A nossa árvore de Natal, sem luzinhas nem fitinhas...mas já com prendinhas!


terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Hábito do Mês - Dezembro...

Minha gente, a Flylady diz que o hábito do mês é: "Mimarmo-nos"!!!!!! Pampering yourself, em inglês.

E o que significa isto?


Pode ser uma massagem, tomar um banho de imersão com sais relaxantes, ou uma sessão de SPA caseiro (ou mesmo num salão). Ou então vestir aquela peça de roupa que nos fica tão bem e usar o colar novo, só porque sim.

Fazer a depilação, e exfoliar a pele, vestir a roupa mais bonita, colocar um bocado de maquilhagem (hipoalergénica, claro!) e pronto!!! Mimada, e além disso, linda e maravilhosa.

Enfim...qualquer coisa que faça com que nos sintamos bem, e qualquer coisa que nos permita ter um tempo só para nós.

É importante tratarmos de nós, e não pensarmos que é egoísmo da nossa parte preocuparmo-nos connosco. E já diz a senhora do anúncio "Se eu não gostar de mim, quem gostará?"...

Mas o objectivo é basicamente fazermos algo que realmente nos faz sentir bem, porque se nos sentirmos bem criaremos um melhor ambiente à nossa volta. Estou a pensar no caso de mães de família com casas para arrumar, filhos para tratar, maridos para cuidar...e que por não tratarem de si, não se mimarem acabam por andar aos berros com os filhos e com o marido...

E vocês, como se mimam?

domingo, 2 de dezembro de 2012

Duração das semanas...

Hoje tenho uma história da minha infância :)

Quando eu era miúda achava que existiam dois tipos de semanas...as semanas curtas e as semanas compridas. As semanas curtas duravam uns dois ou três dias, e as semanas compridas duravam muitos dias (uns cinco ou seis...). Claro que hoje em dia dava jeito que só existissem semanas curtas: 3 dias de trabalho, seguidas de 2 dias de descanso :)

Porque é que eu achava isso? Não sei, mas penso que na altura em que comecei a ter mais consciência dos dias da semana deverá ter sido na escola primária (tenho uma lembrança muito vívida de estar no recreio a informar os meus colegas das semanas curtas e das compridas, e de me lembrar das músicas dos meninos rabinos), e provavelmente numa altura em que tenha havido uma série de feriados seguidos, Dezembro? Abril e Maio? Não sei dizer, mas tenho ideia de estar sol...o que não significa nada, claro!!! Portanto existindo um feriado numa 3ª feira, ia para a escola na 2ª feira - semana curta -, estava em casa na 3ª - fim de semana - e os restantes dias eram muitos, portanto era uma semana comprida.

E vocês, como achavam que era o tempo na vossa infância????

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Tickler file...

Hoje venho falar-vos de uma das minhas ideias maravilha :)

O meu "tickler file"! (o tickler file em si não é ideia minha, como é óbvio, mas a maneira como fiz o meu...só para que não haja dúvidas, não me quero apropriar de ideias de ninguém).

De acordo com o David Allen e o seu método GTD, e a Rita Ocupada, um tickler file (eu também não sei o nome em português) é como se fosse um calendário a 3 dimensões...

Passo a explicar:

Imaginem que compram bilhetes de avião em Maio, para uma viagem em Novembro aproveitando uma promo de uma companhia aérea cujo nome começa por T e acaba em AP  ... (lembram-se do post anterior?).

Imprimem os bilhetes electrónicos, mas como ainda falta algum tempo não sabem muito bem onde os guardar, sem correrem o risco de os perder, ou de, quando chegar a altura, não saberem onde estão. É aqui que um tickler file entra em acção, colocam-nos no calendário a 3 dimensões, no mês de Novembro.

O mesmo é válido por exemplo para papéis que tenham de ser usados numa determinada altura (requisições a levar para um exame de saúde marcado para daí a uns meses, análises ou exames a levar na próxima consulta...enfim de certeza que encontram mais algumas utilizações...mesmo em contexto de trabalho...papéis a discutir em reuniões...).

A ideia original é ter divisórias ou separadores para cada dia do mês (1 a 31) e para cada mês (Janeiro a Dezembro). Assim, e pegando no meu exemplo da viagem, em Maio imprimo os bilhetes e coloco-os no separador de Novembro. Quando chegar a Novembro, e fazendo uma revisão inicial do mês, coloco os bilhetes no separador do dia da viagem (ou no dia anterior, para juntar à mala). Claro que este método implica rever o tickler file todos os dias...

No meu caso, acho que ter um separador para cada dia não se justifica, já que eu não tenho propriamente uma vida agitada cheia de reuniões e as contas são pagas por débito directo (esta é outra utilização...colocar as contas no separador do dia, ou do dia anterior, em que têm de ser pagas).


Assim simplifiquei e o que fiz foi arranjar uma daquelas pastas plásticas, e um conjunto de separadores de cartão. Em cada um escrevi os meses e coloquei dentro da capa... e pronto... facílimo.

Claro que coloquei os bilhetes lá dentro e não andei a stressar a pensar que teria que os imprimir na véspera...e sabia onde estavam.

O meu tickler file :)
Agora voltando à teoria do calendário a 3 dimensões...às vezes dava jeito ter uma "tickler box" para colocar os livros a devolver à biblioteca, livros ou objectos a levar num determinado dia (prendas de aniversário, ou qualquer coisa), de modo a não me esquecer...

sábado, 24 de novembro de 2012

Organização em viagem...Ou como não nos esquecermos de nada...

Olá amiguinhos, sei que tenho andado algo desaparecida, mas com o último post deverão ter percebido que perdi alguém muito importante na minha vida. Entretanto a vida continua, e como já tinha uma viagem a Barcelona marcada para Novembro, fomos conhecer a cidade do Freddie Mercury e da Monserrat Caballet, e devo dizer que adorámos :).

Serve esta viagem como pretexto para introduzir o tema de hoje: "Organização em viagem" ... sim...como se eu fosse a guru das viagens... Geralmente quando faço uma viagem esqueço-me sempre de qualquer coisa, ou então passo o tempo todo a usar roupa que realmente não quero usar, ou sapatos que não combinam com nada, ou acho que vou ter frio e não levo t-shirts e depois está um calor descomunal e passo uns dias um bocado desconfortável...Como eu até aprendo com os meus erros, decidi fazer uma lista do que levar em viagem, de modo a: 1º - não me esquecer de nada, 2º - ter roupa e sapatos que combinem minimamente, 3º - estar sempre linda e maravilhosa.

Outra das minhas premissas (que descobri após algumas viagens em que passei o tempo todo - ou quase - a desejar ter levado um determinado par de sapatos ou peça de roupa) é: prefiro levar coisas a mais (sem exagero claro, que andar a carregar malas e malas pelas linhas de metro de qualquer cidade é um pesadelo) e não as usar do que levar a menos e sentir-me desconfortável.

Assim, e tendo em conta toda esta aprendizagem, que ainda não acabou (o meu pai sempre disse que estamos sempre a aprender) deixo-vos a minha lista geral.
 
Lista Geral

Roupa/Calçado

- Uma muda de roupa por dia:
                     - Parte de baixo (Calças, Calções, Saias)
                     - Parte de cima (T-shirt, Camisa, Camisola)
                     - Roupa interior (Cuecas, Meias, Soutiens)
- Um pijama
- Ténis
- Chinelos de Praia/Botas
- Sapatos
- Chapéu/Boina/Lenço
- Casacos (Malha/Gabardine/Casaco quente)

Medicamentos

- Cortisona para alergias de pele (este é mesmo para mim, nem toda a gente precisará disto...)
- Anti-histamínico
- Paracetamol
- Anti-ácido
- Ibuprofen
- Pílula
- Voltaren (Este adicionei depois desta viagem em que me fartei de andar e bem que me fez falta...portanto para a próxima já está na lista)


Produtos de Higiene

- Lentes e Líquido
- Óculos (eu sei que não são de higiene, mas vêm no seguimento das lentes)
- Pasta e escova de dentes
- Desodorizante
- Shampô
- Amaciador
- Gel de banho
- Creme de corpo
- Creme da cara
- Perfume
- Maquilhagem
- Cotonetes
- Gillete
- Pensos/Tampões

Outros

- Máquina fotográfica
- Carregador da máquina
- Carregadores dos telemóveis
- Livro (ou Livros)
- Bilhetes de avião
- Reservas de hotel e de carro
- Itinerário/Roteiro
- Leitor de MP3 (com as pilhas carregadas, claro!)

Opcionais dependendo do destino

- Antidiarreico
- Repelente de insectos
- Biquini
- Toalha de banho

Tendo esta lista por base, em princípio não me esqueço de nada. Em relação à roupa geralmente acabo por levar mais do que uma muda de roupa por dia, ou melhor levo x-1 pares de calças, onde x= nº de dias da estadia, onde um dos pares será de tecido, e o restante de ganga. As partes de cima é que levo a mais...isto de ser miúda tem que se lhe diga :), e geralmente faço os conjuntos previamente. Se souber de antemão que irei ter um jantar ou uma ocasião mais formal, então levo um vestido, ou um conjunto apropriado.

Já implementada, tenho uma lista detalhada para o Verão/Primavera que está no meu Control Journal, e como está protegida por uma bolsa de plástico posso ir riscando por cima, fazer vistos com uma caneta de acetato ou ainda acrescentar alguma coisa que me lembre. Mas o meu objectivo é fazer também uma lista para o Inverno/Outono (ou uma lista geral com as modificações pertinentes...)


Lista para 4 dias Primavera/Verão


terça-feira, 13 de novembro de 2012

O meu herói...

Ensinaste-me a não ter medo do óleo de fritar as batatas...
Ensinaste-me a ser honesta...(lembro-me de me obrigares a ir à loja devolver o troco que o senhor tinha dado a mais)
Ensinaste-me a virar crepes...
Ensinaste-me a cumprimentar as pessoas quando passavas...
Ensinaste-me a agradecer às pessoas quando nos abrem a porta, nos deixam passar, enfim quando são educadas connosco...e ensinaste-me a ser educada...
Ensinaste-me a mudar um pneu, a ver o óleo e a lavar um carro...
Ensinaste-me a ir procurar as respostas para as minhas questões...
Ensinaste-me o valor de um livro...
Ensinaste-me muito mais coisas, tantas que não cabem aqui...
Ensinaste-me a ser aquilo que sou...


quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Hábito do Mês - Novembro...

Já andei a cuscar o site da Flylady e já sei qual é o Hábito do mês de Novembro (ela tem a lista já definida para todos os meses, mas pronto, eu ainda não a tenho guardada, por isso ando todos os meses a ver qual é o hábito do mês).

Então este mês o Habito a criar é "Planear o Menu". Já aqui vos disse que aos domingos tento fazer o menu para a semana, e aqui detalhei mais. Portantes e como para já não tenho nada a acrescentar ao que já disse (e escrevi)...este mês apenas vou cimentar este hábito que já tenho há algum tempo.




Bolachas de alfarroba e uma crisis cleaning...

Hoje foi dia de acordar tarde...e aproveitar o feriado. Depois de me levantar e lavar os dentes com uma pasta de dentes homemade (mais sobre isto num outro post) e de tomar o pequeno almoço, lancei mãos à obra, que é como quem diz, fiz uma crisis cleaning de maneira ligeiramente diferente:

Comecei por ir buscar um saco preto do lixo, e um cesto de roupa lavada. (Na realidade só os fui buscar quando precisei deles, mas se quiserem fazer uma destas já sabem, levem logo e poupam tempo).

Quarto - Fiz a cama, e arrumei a roupa. (Pendurei o que era para pendurar, coloquei no cesto da roupa suja a roupa para lavar, arrumei os sapatos).

Casas de banho - Retirei o lixo dos caixotes e coloquei no saco, retirei as embalagens vazias e joguei-as fora (Acabei por não fazer a limpeza mais profunda que queria...fica para depois)

Sala - Era o que estava mais caótico, porque tinha roupa por tudo quanto era sítio...roupara para dobrar e arrumar e roupa para passar a ferro. Dobrei a roupa toda, arrumei-a nos quartos respectivos, e e tirei a papelada para o escritório. A roupa para passar a ferro ficou no cesto, e deixei a tábua já pronta, com o ferro. Assim, amanhã, quando me levantar às 7 da manhã, já está tudo a postos :).

Cozinha - Limpei as bancadas, e arrumei o que estava fora do sítio.

Escritório - Deitei o lixo fora.

Depois fui tomar banho, almocei, fui pagar uma portagem...(quer dizer 4, mais custos administrativos...que ridículo!!!!!) e depois passei a swiffer no chão de toda a casa.

Na próxima semana quero voltar à minha rotina semanal, e espero que aos poucos a casa comece a entrar nos eixos.

Mas estava-me a esquecer...Fiz também uns biscoitos de alfarroba e aveia, cuja receita retirei daqui.

Para variar, adivinhem lá o que aconteceu....isso mesmo, não segui a receita à risca. Para já não tinha 1/2 chávena de açúcar amarelo, e depois como sou gulosa e a Ana diz que não ficam muito doces, pois claro, coloquei mais um bocadinho de açúcar :) e depois como achei que estava tudo a esfarelar-se achei por bem, deitar mais um fiozinho de azeite...Eles ficaram bons, mas tenho a sensação que os deixei queimar um bocado...

Mas então aqui vai a receita:

Biscoitos de alfarroba e aveia

(Fonte: http://criacoescaseiras.blogspot.pt)

1 chávena de farinha de trigo com fermento (pois..esta foi outra alteração...juntei algum fermento à farinha)
1 chávena de farinha de alfarroba
1 chávena de flocos de aveia
1/2 chávena de açúcar amarelo (como já disse coloquei mais de meia chávena de açúcar amarelo misturado com açúcar mascavado)
1/2 chávena de azeite (e mais um fiozinho)
2 ovos

Juntar tudo numa tigela, e mexer com a colher de pau (Para a próxima ponho na Bimby a ver o que dá). Depois de tudo misturado, fazer bolinhos, ou bolachinhas o que nos der na telha e vai ao forno a 200ºC durante 15 minutos.

Esta receita deu para 24 bolachas (20 no tabuleiro e 4 num pirex). As primeiras que provei foram do pirex e estavam boas. As do tabuleiro parecem-me um bocadinho queimadas, mas agora que estou a pensar nisto, devia tê-las tirado logo do tabuleiro. Ficaram um bocado secas, mas estão boas.


domingo, 28 de outubro de 2012

Casa caótica...mas por pouco tempo


Depois de duas semanas difíceis venho informar que não sou mesmo a super-mulher super-organizada super-tudo e tudo e tudo...eu sei que já sabíamos todos isso :).

As rotinas semanais foram à vida, as diárias idem, e o hábito do mês também...

Como veêm, as minhas dicas (e as de toda a gente - Flylady, Thais, e Rita) não são infalíveis, nem à prova de acontecimentos menos bons, no entanto todas (as dicas e as moças) são suficientemente flexíveis e quando caímos da carroça conseguimos levantar-nos e recomeçar de novo.

O meu plano para esta semana que começa é mesmo fazer uma Crisis Cleaning, deixar a casa arrumadinha (pelo menos à vista) e começarei Novembro com mais genica...com um novo hábito do mês, com mais declatagem, e com uma viagem a Barcelona em vista :)

A minha crisis cleaning terá como base a da Flylady, mas será ligeiramente diferente, já que quero tratar de cada zona em cada dia, e no fim da semana fazer uma weekly home blessing hour. Logo conto como correu.

PS: Eu sei que andei desaparecida, mas não me fui embora.

sábado, 20 de outubro de 2012

A mortandade dos coentros...

Bastaram 4 dias sem estar em casa e os coentros morreram...

Post rápido para vos informar...

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Coentros - parte IV: A saga do cogumelo misterioso...

Como já vos disse aqui tenho andado a tomar conta dos meus coentrinhos.

A semana passada pintei os vasos (finalmente!!!!) e ficaram bastante engraçados. Lixei e pintei com restos de tinta que usei para pintar os roupeiros, e os vasos ficaram assim:



Não estão lindos????

Depois, quando comecei a verificar que tinha de transplantar os coentros, tive uma ideia de génio. As caixas de cartão são biodegradáveis (fui confirmar na internet) e então, cortei os alvéolos e coloquei-os nos vasos, e enchi o espaço restante com terra, e reguei.

Mas ainda tenho que ir comprar mais vasos e tintas, porque cada vasinho fica com poucos pézinhos de coentros.

Tenho regado as plantinhas todos os dias, com muito amor :).

Eis que hoje descobri isto:



Não é o máximo??????

Portanto acho que vou iniciar uma outra vertente de horta caseira e vou-me dedicar ao cultivo de cogumelos...Mesmo que não saiba como isto aconteceu...:)


sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Diminuindo a pegada ecológica...uma medida de cada vez...

Inspirada no blog da Ema, e tendo começado a ter mais consciência do mundo que nos rodeia, decidi começar a tentar ajudar no caminho para um mundo melhor (isto parece conversa de candidata a Miss Universo: Então o quais são os teus desejos como Miss? A Paz no Mundo!!!). Considero que sou uma consumidora atenta, embora ainda não tenha chegado ao ponto de questionar a proveniência de tudo o que compro, e todas as acções que tomo.

No entanto, há coisas que sempre fiz, tal como desligar a água enquanto ponho champô e gel de banho, desligar a água enquanto escovo os dentes, desligar luzes que não estão em uso, reutilizar sacos de plástico para sacos do lixo.

No entanto agora tenho ido mais longe e tenho tentado implementar o seguinte:

- Usar um copo para escovar os dentes - ainda estou em fase de habituação, tenho o copo ao lado da escova de dentes, mas às vezes esqueço-me de o usar...Mas é engraçado que quando eu era pequena toda a gente usava um copo!!!!

- Trazer menos sacos de plástico do supermercado - também em fase de habituação. Temos uns quantos sacos daqueles reutilizáveis na mala do carro, mas isto só funciona se eu me lembrar de os tirar do carro e de os levar comigo. Embora às vezes dê jeito trazer os sacos do supermercado para o lixo. Quando vou à mercearia e ao talho aqui do bairro levo um carrinho daqueles das velhotas levarem ao mercado :), mas o meu é bastante fashion, verde alface :) e ainda dá para dobrar. Além de não trazer os sacos da mercearia (do talho ainda trago) ainda dá mais jeito para trazer as compras para casa.






- Usar as máquinas apenas no horário de vazio (esta também diminui a factura da electricidade), já que a energia usada no horário vazio vem de fontes renováveis (pelo menos foi o que eu li, já não sei muito bem onde, e agora não consigo descobrir)

Como tenho intenção de seguir o blog (e de o ler de uma ponta à outra) irei concerteza implementar mais algumas medidas. Logo conto :).

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Coentros - Parte III...

Hoje tenho uma boa notícia!!!
Lembram-se dos coentrinhos que vos falei aqui? Pois no outro dia reguei a terra de manhã, com bastante cuidado. À noite, estava na cozinha e quando olhei para fora, vi umas coisinhas verdes :D Que bom estão a crescer!!!!
Ontem tive um ideia de génio...o meu regador é um destes, e não faz chuveiro, faz um regato. Como os rebentinhos são bastante frágeis, convém que sejam regados com um chuveirinho, e então lembrei-me de pegar num saco de congelamento (porque sendo mais pequeno dá mais jeito) e furá-lo com um garfo. Com o regador deito água para dentro do saco e dou um duche às plantinhas. Estou tão contente :)


Eu sei que as fotos não são as melhores, mas pronto!!!!

Entretanto já fui ao Aki, e perguntei como era a questão de ter de impermeabilizar o vaso por dentro. O senhor disse que não deveria haver problema, só preciso de lixar o vaso e pintar, com a tinta das paredes. Já tenho um projecto para uma tarde de sábado ou de domingo!!! Depois conto como foi...

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Hábito do mês - Outubro...


Mais um post longo

Como já vos disse aqui e noutros posts, há vários anos que sigo os ensinamentos da Flylady. Um dos items que quero abordar hoje (e uma vez por mês nos próximos meses...) é o Hábito do mês.

Está (quase cientificamente) provado que um hábito para ser criado demora 28 dias. Assim, se se trabalhar num hábito durante um mês, ele irá ficar entranhado no sistema...
É preciso é não falhar nenhum dos 28 dias...quando se começa a dizer "Hoje não me apetece" um dia, no dia seguinte também não apetece, e pronto cai-se da carruagem. O bom do sistema flylady é que se pode recomeçar sempre. É o que eu tenho feito.

Este mês o hábito é o "Paper Clutter", e no meu caso acontece que quero ver se destralho/digitalizo a maior parte do papel este mês.

De acordo com a Flylady o "Paper Clutter" é o seguinte:

Pilhas de jornais - Nós não compramos jornais, o J. é que traz o Metro de vez em quando. Geralmente eu faço as palavras cruzadas e o sudoku e aproveito para lavar vidros e forrar as gavetas do carrinho da cozinha. Agora com o pano maravilha da tupperware para os vidros apenas vou precisar para forrar as gavetas. De qualquer maneira nem temos assim muito jornal.

Pilhas de revistas por ler - Já tive as PC Guia, mas joguei-as fora. Tirei só os artigos que continuam actuais (cenas informáticas ficam obsoletas muito rapidamente, mas há coisas que não mudam...) Ainda tenho uma série de Superinteressantes em Tomar que espero um dia destes dar uma volta…
Aqui em casa tenho as revistas da Bimby (e agora em princípio vou começar a ter menos…combinei com as amigas cada mês compra uma e digitaliza-se para as outras - e quando comprar o meu computador portátil já consigo estar na cozinha sem ter que imprimir as receitas), e pouco mais…Outras revistas existentes (minhas) são as Blitz onde aparecem os Pearl Jam ou o Eddie Vedder :) e uma ou outra com artigos interessantes. A essas irei dar uma volta um dia destes.

 Junk mail - No nosso caso…publicidade. Geralmente deito-a fora logo que chego a casa, a não ser que sejam os anúncios de carpinteiros, electricistas, arranjos de electrodomésticos, entregas de comida ao domicílio (estes não costumamos precisar, mas pronto…um dia deito-os fora - este mês é o dia!! - pronto já começou a parvoeira, lol) etc…Esses guardo numa mica. Mas realmente este mês deveria destralhar essa mica. Ver realmente os que fazem falta e se calhar digitalizá-los para o Onenote e deitar a papelada fora. De qualquer maneira já recebi as páginas Amarelas (e as brancas também), portanto se estiver sem electricidade, sempre posso procurar lá.

Papéis da Universidade - Guilty of all charges!!!!! Sim, eu guardei todos os cadernos do secundário e os da Universidade também. Eu sei que muitas das coisas já não vou usar, já estão obsoletas, mas é que eu gostei tanto de as aprender….Se calhar vou-me dar ao trabalho de digitalizar o que achar que vale mais a pena…ou então não. Logo vejo (não preciso de ser perfeita!!!!!).  Mas acho que a sebenta e os apontamentos de Química Orgânica II podem ir fora. Em minha defesa está tudo muito bem arrumado na garagem da casa dos meus pais. Serve?

Receitas - Guilty again!!!! Em minha defesa tenho a dizer que tenho dois dossiers com receitas impressas: um de receitas testadas e aprovadas, e outro de receitas a experimentar. Geralmente só imprimo receitas quando estou a fazer o menu, para as ter logo na cozinha, para depois não andar à procura delas. No mesmo dossier das receitas a experimentar estão as receitas que vou copiando das Teleculinárias da minha mãe, quando vou a Tomar. Depois tenho os livros de receitas, mas mais uma vez, em minha defesa posso dizer que já fiz pelo menos uma receita de cada um, e tenhi intenção de experimentar mais….portanto…I rest my case!

Livros - Mais uma vez, levanto o braço, mas como já falei aqui os livros que possuo são livros que irei voltar a ler mais uma vez, por isso não são tralha!!!!

Pilhas de correio não aberto - Hmmm, esse não existe nesta casa. Desde miúda que adoro ver o correio, e era sempre eu que via o correio religiosamente todos os dias. E ainda hoje sou assim, e cá em casa mais ninguém costuma ver o correio. Quando abro a caixa, tudo o que é publicidade de Médias Videntes ( e desvio padrão que não vê nada - continua a parvoíce, deve ser do adiantado da hora) vai fora. As outras cartas vou abrindo enquanto estou no elevador. O que é para arquivar arquivo, o que é lixo jogo fora.

Papelada de IRS - Esse ainda existe. Um dos meus objectivos este mês é mesmo limpar toda essa papelada. Tudo o que tem mais de 5 anos vai fora, o resto quero organizar melhor. Quando o fizer logo venho contar como correu.

Documentos médicos - Esses estão num dossier à parte, com um separador para mim, e outro para o J. Basicamente tem bulas dos medicamentos que costumamos usar mais vezes, análises clínicas e exames médicos. Também quero criar uma secção (folha) com os nomes dos nossos médicos (médico de família - que ainda não temos -, ginecologista, dermatologista, etc) e juntar os boletins de vacinas que neste momento estou noutro arquivador (mais uma tarefa para este mês).

Recibos de pagamentos de contas - Hoje em dia está tudo em débito directo, com as facturas electrónicas (como eu adoro a internet). Tenho é que jogar fora todas as facturas das casas anteriores, e todos os recibos do ano passado, que não foram usado no IRS. Esta é uma tarefa que já está incluída no mês.

Lista telefónica antiga - Pode dar jeito se quiser torturar alguém sem deixar marca, mas como eu sou uma miúda bastante zen, acho que não vai ser necessário. Tenho mesmo de reciclar a lista do ano passado. A deste ano fica.

Catálogos - Tenho o da Oriflame porque sou acessora, mas só tenho o catálogo em vigor. Sim, eu gosto de catálogos, e um dia destes irei ter o do Ikea, mas depois de dar uma vista de olhos, e fazer a minha lista de compras online, logo o jogo fora.

Extractos bancários - Sim, confesso…tenho bastantes, mas já estão na mira. Não me parece que precise de extractos bancários de quando comecei a trabalhar na Sandomania. Hoje em dia só o J. os recebe, não percebo porquê, mas se calhar vou digitalizá-los e jogar o papel fora (se ele concordar, claro).

Ficheiros (File Cabinets) cheios de sabe-se lá o quê - hmmmm…não sei…só se forem as minhas pilhas de papelada que ando há uns 3, não, 4, não, bués de meses a tentar organizar. Para já decidi fazer como a Rita e digitalizar…depois irei fazer o declutter ao computador…mais sobre isso noutro dia

Fotos de família (ou de amigos, ou de outras cenas quaisquer) - Já está nos meus projectos desde que comprei o meu computador e o multifunções (portanto desde 2006…) digitalizar as fotos todas, mas agora com a ajuda da Rita, acho que irei mais longe…quer dizer…ainda tenho a caixa cheia de álbunzinhos (estes são mesmo pequenos) e ainda não peguei nela, mas como diz a flylady….digam comigo: baby steps!!!! Hei-de lá chegar.

Papéis importantes - Certidões de nascimento/ Certidões de casamento/Passaportes/Escritura da casa…Segundo a flylady devem estar protegidos num cofre…hmmmm….terei que tratar disso…Quer dizer dito assim, parece que tenho isto tudo…não! Só temos os dois últimos (ainda!). Estou-me a lembrar que se calhar os certificados de aforro devem estar no mesmo lote, certo? Tenho que tratar disto (já está na minha agenda GTD…um dia eu mostro)

Carteiras cheias de tralha - Epá a senhora conhece-me bem!!!!! À sexta feira na revisão semanal tento limpar a carteira, e a mala, e livrar-me da papelada.

Mapas - Nope! Cá em casa só existe um no carro (perceberam…casa…carro…a parvoíce continua). Bem afinal existe outro de Paris. De resto existe o Google Maps e o GPS.

Panfletos de Viagens - Não! Existe o Google, os favoritos do Firefox (num separador chamado Férias de sonho) e uma lista no Google Tasks com locais a visitar.

Livros de Organização - Tenho o "SinkReflections", o "The Complete Household Handbook" e o "Getting Things Done" e já os li e são úteis. Os outros estão na minha wishlist, e há alguns que quero mesmo arranjar. Depois de os ler logo decido se os quero manter ou não.

Impressões de sites - Tenho algumas, mas não muitas. Geralmente imprimo receitas. As que existirem irão ser destralhadas este mês.

Cartões 3x5 - Americanices. Por cá não vi, e não tenho.

Material de escritório - Tenho as minhas canetas e lápis muito bem organizados como já mostrei aqui. De resto tenho uma resma de papel branco e as folhas de rascunho. O resto compro quando preciso.

E pronto este mês irei lidar com o que sobra :) E vocês o que fazem?

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Jantar de terça feira...

Hoje tinha planeado fazer bolinhos de peixe à Tailandesa, retirado do blog da Joana (sim eu gosto muito do blog, e dos dois livros, e a moçoila é uma inspiração na cozinha, tal como a Rita é na simplificação da minha vida).

Já tinha dito ao J. e hoje, depois de chegar a casa comecei a fazer o jantar (a rotina semanal desta semana está um bocado trocada).

Comecei por preparar os ingredientes todos (quem se pergunta como é que o Jamie Oliver consegue fazer não sei quantos pratos em meia hora, o segredo é a preparação). Descobri que não tinha o molho sweet chili, nem os coentros, mas como engenheira que sou engenhei que podia substituir o molho sweet chili por molho barbecue e ketchup, e os coentros por salsa. Além disso, os lombos de pescada que tinha pesam 100g cada (certas, pela balança da bimby) e como para fazer 250g tinha que cortar um lombo ao meio decidi avançar apenas com 200g.

Depois coloquei tudo na bimby, dei umas voltas na velocidade 5-6, durante uns 8 segundos, e depois retirei para uma tigela.

Como comecei a pensar que seria pouco, e além disso tinha um aspecto um bocado líquido demais, e pensei em juntar mais pescada. Mas depois comecei a pensar que se não gostássemos, eram 4 lombos de pescada que eram desperdiçados (not good!). Então deixei ficar assim.

Seguindo a receita pus uma frigideira ao lume, com um bocado de óleo, e comecei a fritar. Mas começou tudo a pegar no fundo, e quando queria virar desfizeram-se todos....Não correu muito bem!!!

Então, lembrei-me de grelhar no grelhador yumi maravilha (o nome é só yumi, o maravilha é meu), como se fossem hamburgueres de peixe (bastante mais líquidos!!!) e sim, correu bastante melhor.

Como continuei a achar que era pouca comida (o J. come muito bem) lembrei-me de saltear uns cogumelos.

E pronto, o nosso jantar foi bastante satisfatório e a receita vai já para o dossier das testadas e aprovadas :)

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Sinais de trânsito...

Segundo este artigo da Naturlink, o veado em Portugal é observado na Tapada de Mafra, ou no Tejo Internacional, ou ainda no Nordeste Transmontano.

Então alguém me explica porque é que aparece este sinal, nas estradas do Alentejo, onde não há veados?????


Eu sei que diz "Animais Selvagens" (eu sei ler, e tenho carta de condução), mas continuo a achar que dependendo do local deviam existir sinais adaptados.

Em pleno Alentejo podiam ter uns sinais com uns javalis...Penso eu...

(Mas o que eu gostava mesmo era de ver uns sinais com sapos como este aqui!!!)

sábado, 29 de setembro de 2012

Coelho da páscoa verde...

Quando eu era miúda a minha mãe levou-me a passear...Mas não foi só uma vez, fui passear com ela muitas vezes...
Mas houve uma vez que ficou marcada na minha memória, porque íamos atravessar a estrada, ao pé da rotunda, em Tomar. E parámos na passadeira, que na altura ainda tinha semáforos. Eu perguntei à minha mãe porque não podíamos atravessar, e ela disse que só podíamos atravessar quando aparecesse o boneco verde.
Eu perguntei onde ia aparecer o boneco verde, e a minha mãe apontou para o outro lado da estrada.
Da minha perpectiva baixinha parecia-me que estava a apontar para cima dos prédios.
Entretanto fiquei a olhar para cima dos prédios à espera de ver um coelho da Páscoa verde.
Às tantas a minha mãe pegou-me na mão e disse que já podíamos atravessar, que o boneco já tinha aparecido.
Devo confessar que fiquei bastante desiludida, porque nunca vi o coelho da Páscoa verde a aparecer. :(

foto retirada da internet



Rotina semanal

Como vos disse aqui, ando a tentar implementar uma rotina semanal (um dia hei-de conseguir implementar isto no trabalho e aqui no blog também, baby steps, baby steps)

Então para já defini uma rotininha (o J. começa a ter razão quando diz que eu uso muitos diminutivos...) que é a que se segue:

Segunda-feira - Dia de compras

Já disse algures aqui que só vou às compras com lista, e de preferência com menu feito. Ao longo da semana vou apontando numa folhinha em cima do microondas o que vou reparando que faz falta ou que está a acabar, e quando faço o menu, junto o que preciso.

Terça-feira - Dia de alegrar a casa

Amplamente explicado nesse post (ver link acima)

Quarta e Quinta- Limpeza detalhada  da Zona da semana

Já disse aqui que quando a zona da semana está destralhada então pode-se começar a fazer a limpeza detalhada. Por outro lado, confesso que só costumo fazer a limpeza detalhada (até agora) na cozinha e nas casas de banho, apesar de as mesmas ainda não estarem destralhadas. Depois logo mostro as minhas listas de limpeza detalhada.
Como não me quero cansar muito (:P) divido a coisa em 2 dias.
Se achar que a zona até está limpinha...faço só uma declatagem :)


Sexta - Revisão e recados

A Rita ocupada usa as sextas (ou os sábados, já não me lembro muito bem) para fazer a revisão da semana, tanto a nível profissional, como pessoal.
Para já tenho feito isso no trabalho, vejo o que fiz na semana, o que estava planeado, e o que não foi feito transita para a semana seguinte, sendo efectuado o planeamento da mesma.
Em casa ainda quero implementar isso, mas confesso que geralmento chego a casa e apetece-me dormir uma sestazinha :).

Sábado - "Me Time" e Passar roupa a ferro

Estou ainda a tentar acordar cedo ao fim de semana (!?!?!) para passar a roupa e passar a manhã a tratar de mim: depilação, esfoliar o corpo e a cara, meditar...enfim, mas até agora tenho apenas acordado já a meio da manhã, e se estiver sozinha, leio até à hora do almoço. Mas ainda vou conseguir :)

Domingo - Menu e lista de compras

Durante o domingo, se ficarmos em casa, geralmente após o almoço tento fazer qualquer coisa na cozinha...bolo, aproveitar comida que anda para lá, etc, e vou fazendo o menu e a lista de compras.


Para já tenho esta rotina delineada e como já disse estou ainda a tentar que funcione, ou seja, fazer em cada dia o que tenho planeado.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

O comboio vai partir...

Quando eu andava no jardim-escola costumávamos fazer visitas a diferentes locais. Um desses locais foi a estação dos caminhos de ferro. Entrámos todos no comboio, e vimos o comboio, e sentámo-nos nos bancos, e foi tudo muito giro, até que uma das moças disse que o comboio ia partir.
"Partir?!?!?!? Connosco cá dentro?!?!?!?" - disse eu. E a minha amiguinha disse que sim, mas com um ar de que é perfeitamente normal o comboio partir-se ao meio, que era o que eu pensava que ia acontecer!!!!
Já estava a imaginar o comboio partido ao meio como se um gigante o tivesse partido como quem parte uma baguete e nós a sairmos dos escombros...(acho que na altura não conhecia a palavra escombros...)
Afinal, o partir da minha amiguinha era, pasme-se, o comboio começar a andar, claro...íamos fazer uma viagem de comboio...mas já não me lembro onde fomos.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Dia de alegrar a casa...

Hoje fiz uma alteração na minha rotina semanal (mais sobre isso noutro dia) e em vez de ir às compras, já que depois era difícil estacionar, vim directa para casa e foi dia de Weekly Home Blessing Hour, ou dia de mimar a casa, ou alegrar a casa ou o que lhe quiserem chamar.

Como já disse aqui a WHBH consiste num speed cleaning em que se faz cada tarefa em 10 minutos (ou menos) e como são 7 tarefas demora cerca de uma hora. As tarefas são as seguintes, não necessariamente nesta ordem:
1. Aspirar, varrer ou passar a swiffer
2.Limpar o pó
3.Despejar os caixotes do lixo
4.Lavar os vidros
5.Deitar as revistas e jornais fora
6.Lavar o chão da cozinha e da casa de banho
7.Mudar os lençóis
Eu com a minha mania de não seguir tudo à risca acho por bem fazer o seguinte, geralmente nesta ordem:

1 - Aspirar, varrer ou "swiffar"
Uma semana aspiro tudo (excepto a varanda), outra semana varro a varanda e passo a swiffer no resto da casa. 
A explicação é simples: Se é para tirar o aspirador então é para ir tudo a eito. Mas como não aspiro a varanda, se já tive o trabalho de montar o aspirador já não me apetece ir buscar a vassoura...Assim, se vou buscar a vassoura e varro a varanda, depois é só por um panihno na swiffer e aí vou eu... Ir alternando não faz mal a ninguém!

2 - Mudar os lençóis

E as toalhas das casas de banho e a toalha da mesa, que vai para lavar e todos os panos da cozinha...Só não mudo a cama da A.

3 - Lavar os vidros

Descobri, quer dizer, a minha amiga J. falou-me de um pano maravilha de uma marca de tupperwares (perceberam?) que limpa vidros. Basta molhar três vezes, espremer bem e lavar...No início do mês quando fui às compras lá estava a banca da Tupperware e fui falar com a senhora. O pano custa 10€, mas vale a pena. Só da primeira vez que o usei é que não correu tão bem, porque tinha as janelas cheias de pó, mas como agora tenho lavado quase todas as semanas, os vidros ficam o máximo :)
Portanto cumpri já um dos meus objectivos de me tornar uma dona de casa mais verde...limpa-vidros nunca mais compro!

4 - Despejar os caixotes do lixo

Faço um périplo pela casa (escritório, casas de banho, e cozinha) e vejo que lixos estão cheios. Neste momento tenho um saco de papel no escritório onde vou deitando a papelada que está em constante destralhamento, os dois caixotes das casas de banho (nestes ponho sempre uma série de sacos no fundo e tenho sempre um saco para substituir, sem ter de andar para trás e para a frente a ir buscar sacos), e na cozinha tenho o caixote grande, o saco que costuma estar na bancada enquanto se cozinha (quando fica cheio vai para o caixote grande, e depois tenho os sacos da reciclagem. Os que estiverem cheios, coloco à porta de casa, e quem sair primeiro despeja o lixo.

5 - Limpar o pó

A Flylady usa um espanador. Eu também tenho um, e geralmente depende do meu estado de espírito, umas vezes uso o espanador para dar uma limpeza geral, outras vezes uso os panos do pó, que neste momento são algo sui generis. Comecei a aproveitar as meias velhas (com buracos) para limpar o pó. É só enfiar a mão e ir passando...fácil e rápido.

6 - Lavar o chão

Este passo tal como o primeiro é feito alternadamente, uma semana lavo o chão da cozinha e das casas de banho, na outra semana lavo o chão do resto da casa. Também tem uma explicação bastante simples. Os chãos são diferentes (madeira e azulejo), portanto tenho de usar produtos diferentes, e como não tenho dois blades para começar numa ponta da casa e acabar na outra, para lavar primeiro o de madeira (ou de azulejo) e depois ir trocar a água e o detergente, acabo por andar a patinhar o que já está lavado, por isso optei por esta medida. Claro que em semana em que a zona é a casa de banho ou a cozinha, lavo o chão de madeira, porque o outro irá ser lavado na limpeza detalhada.

7 - Descanso :)

E dizem vocês: Mas falta uma...Falta sim senhor, a das revistas, mas como eu não compro revistas semanais, e as mensais que compro é para aproveitar tudo, as revistas não são tralha. (Dificilmente não aproveito a revista da Bimby toda...)

E pronto, ao fim de uma horinha tenho a casinha limpinha :) e ainda fico com tempo para trabalhar na zona da semana (hoje foi o roupeiro) e descansar.


sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Jantar de sexta à noite ou como congelo tudo...

Sexta feira é dia de hidroginástica, e é dia de jantar mais simples (ou dia de não ter o jantar não planeado...aconteceu esta semana, confesso! só consegui planear 3 refeições).

Como a A. foi para a Manif do Conselho de Estado, logo se amanha, lembrei-me que tenho lasanha já separada em doses individuais congelada, e foi num instante que preparei o jantar do J. Foi só pôr no microondas. Para mim, fiz uma saladinha com alface e pepino, temperada com sal, azeite e vinagre balsâmico e um queijinho fresco (só faltava a Ana Faria!....confessem lá, já tinham saudades das minhas piadas secas).

Agora em relação à segunda parte do título...detesto desperdiçar comida!!!! E como diz a Joana, deve-se congelar tudo...quer dizer, ela não diz assim, mas o princípio é o mesmo. Assim, geralmente vou guardando tudo no congelador. Neste momento tenho banana já cortada, cenoura e abóbora no mesmo saco (para fazer sopa), alheira, entre outras coisas (não me lembro de tudo, como é óbvio), e tenho o congelador cheio.

Como já expliquei aqui quando faço os menus um dos sítios para onde olho é para a lista do congelador, e como referi no mesmo sítio às vezes é complicado.

Assim, uma coisa que me ajuda é, tendo a lista/inventário do congelador (ou do frigorífico) listar as receitas que se podem fazer com cada item. Por exemplo:

- Carne picada: bolonhesa, almôndegas, lasanha
- Banana: gelado, batido
- Alheira: folhado de alheira, fritar
- Talos de espinafre (ou grelos, já não sei bem...): Caldo de legumes

Estão a ver? E depois decido o que vou realmente fazer... ou não...posso fazer um plano e não o seguir, mas o facto de ter um plano permite alterá-lo mais facilmente (dah!!! o que eu quero dizer é que se não tiver um plano não tenho ideias nenhumas, com um plano surgem-me outras ideias...).

Um dia vou conseguir esvaziar o congelador, usando tudo e recomeçar de novo :)

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Declatar...

Já vos falei aqui que estou ainda (e sempre) na fase de declatar (destralhar, neologismo sys pmaionésico* inspirado em declutter).

Houve uma altura que, confesso, não levava a coisa muito a sério, e as minhas sessões de declatagem eram mais uma arrumaçãozinha, em que arranjava umas caixas de uma marca de cosméticos de venda directa, forrava-as com papel autocolante verde, com sapos (sim, eu gosto bastante de sapos), :) e guardava as coisas.

Ainda agora ando numa de fazer as coisas mais superficialmente, eliminando apenas as coisas que realmente tenho a certeza que já não quero, não preciso e não gosto, mas um dia vou conseguir desprender-me das coisas :)

Então, para declatarem o que é que precisam? Lembrem-se que eu também ainda irei usufruir destas dicas, e à medida que for conseguindo, irei postando os avanços :) Portanto estejam à vontade para partilharem as vossas ideias :)

Então, a Flylady diz que é assim que se faz:

São necessárias 3 caixas, sacos ou "whatever" denominados "Dar", "Jogar fora", "Arrumar" (outra hipótese é criar pilhas ou montinhos (é o que eu costumo fazer, e depois aborrece-me arrumar...acho que a próxima vez, vou mesmo pegar na caixa de coisas para dar/levar para Tomar, num saco do lixo e no tabuleiro para roupa passada - este último para colocar as coisas para levar para outras divisões - , para ver se sou mais eficaz).

Também é necessário um temporizador, determinar durante quanto tempo se irá fazer isto (15 minutos deverá ser o ideal, mas não mais de uma hora), começar numa ponta da divisão e fazer a eito (eu geralmente separo por gavetas, armários, etc, do género: um dia a gaveta dos talheres, no outro o armário dos tupperwares, no outro seguinte uma prateleira do escritório ou uma gaveta do quarto), e ir fazendo um bocadinho em cada dia (cerca de meia hora).

Pegar em cada item e perguntar o seguinte, para decidir se fica ou vai:

1- Gosto disto?
2- Usei-o durante o último ano?
3- É realmente lixo?
4- Tenho outro item do mesmo género que seja melhor?
5- Preciso de manter 2?
6- Tem valor sentimental, que me faça gostar disto?
7- Ou sinto-me culpada e triste quando o vejo?

Se respondermos sim às perguntas 1,2,5,6 e não às restantes então fica, senão, vai. É simples.

O complicado é responder às perguntas. Realmente a culpa é complicada: culpa por termos gasto dinheiro numa coisa que não usamos, culpa porque não gostamos de uma coisa que nos deram...

Quando em dúvida podemos optar por uma solução intermédia entre o eliminar e o manter... guardar numa caixa, fechada, na despensa, e marcar a data. Ao fim de um ano, se a caixa estiver fechada é porque realmente não precisávamos do que lá estava dentro...podemos doar a caixa...(atenção que eu ainda não fiz isto, mas é uma ideia).

Como já disse, este post é também para mim. Logo vos conto mais.

*sys pmaionésico - foi a sys (sister) da pmaionese (eu) que "inventou" a palavra

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Operação stop...

Querem saber como põem a polícia a mudar lâmpadas? Fazem um jantar em casa com o caloiro que ajuda a M. a instalar o kernel do Linux, e depois vão sair para a Rua do Crime em Faro, no dia a seguir ao Dia da Mulher.
Bebem uma bebida, e como se calhar acusam algo no balão a amiga diz que está bem para conduzir e que leva o carro.
A amiga entra no largo de São Francisco, onde está a ocorrer uma operação stop, não consegue travar o carro, muito bem, e depois não consegue baixar o vidro (vidros eléctricos não funcionam com o carro desligado).
Um dos polícias refere que "estas estão bonitas, estão".
Finalmente consiguem abrir o vidro e pedem-vos os documentos.
A amiga sai do carro para ir soprar no balão (há uma primeira vez para tudo), e os outros polícias começam a andar à volta do carro.
Às tantas informam que a luz da matrícula está fundida, informação que agradecem (a luz da matrícula fundida é coisa que não se vê muito bem), e os polícias informam que o médio esquerdo está fundido... e aí que começa a saga...
Informam que "fundido, não!" e eles "não está fundido?????olhe que eu apreendo-lhe o carro" e vocês "posso mostrar", enquanto desligam as luzes e voltam a ligar, e um deles "não me diga que vai atirar com os máximos à cara" e vocês "não, quer ver? mínimos" (ligando as luzes), "médios" (subindo a patilha). E os polícias "pois, está fundido" e fazem o vosso ar de donzela em perigo: "eu tenho ali um jogo de luzes, não sei é mudar!!!!" e pronto, põem a polícia a mudar a lâmpada. Viram, é fácil!

Quando conseguiram tirar a lâmpada: "Pois, realmente não está fundida!!!" (Dah! o que é que eu tinha dito!) "Já sei o que é, isto é mau contacto. Vai ali ao Jumbo e compra bala redex para sistemas eléctricos".


Outras pérolas da noite:
- A M. depois de ter soprado no balão esteve a trocar receitas de lasanha com um dos agentes.
- O tal que disse "estas estão bonitas, estão" virou-se para mim e disse: "O dia de sair era ontem" (dia da Mulher).
- Outro agente disse: "Eu bem disse ao comandante que devíamos ter feito esta operação ontem, enchíamos a esquadra!!!"

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Frango do C...

Hoje trago uma receita já que há algum tempo que não postava receitas.
 Desta vez é uma receita de frango que me foi mostrada pelo nosso amigo C.
Então é assim:

Azeite
1 malagueta
Nozes
Peitos de Frango
Molho Pesto
Massa (Talharim, tagliateli ou outra)
Queijo parmesão

Colocar água a ferver e cozer a massa. Quando estiver cozida, deitar um fio de azeite por cima

Aquecer azeite numa frigideira com uma malagueta pequena, e saltear as nozes partidas. Retirar as nozes e selar* os peitos de frango. Retirá-los e cortá-los em tiras e voltar a colocar na frigideira até fritarem bem.

Juntar as nozes e o molho pesto, e deixar cozinhar mais um bocado.

Deitar por cima da massa, e servir com lascas de parmesão por cima.

*Selar - Para quem não sabe, é fritar a carne de modo a que fique toda cozinhada por fora, mas ainda está crua por dentro.

domingo, 16 de setembro de 2012

Flylady...


Mais um post longo

Bem já disse aqui e aqui que tento seguir o sistema flylady.

Ando há já alguns anos (início de 2005) a tentar seguir o sistema à risca (eu e a minha mania de tentar ser perfeita...). Ultimamente cheguei à conclusão que ninguém é perfeito, muito menos eu, e que o trabalho de casa feito incorrectamente continua a abençoar a casa (também é a FL que o diz).

Neste post quero explicar melhor no que consiste o sistema, depois noutros posts quero explicar como quero e tento fazer :).

Basicamente começa-se por deixar o lava-loiça a brilhar todos os dias, e a destralhar  15 minutos de cada vez, de acordo com a zona da semana, enquanto se cria um hábito por mês. Aos poucos a casa começa a entrar em piloto automático.

Então vamos a uma explicação mais detalhada dos vários elementos que compõem o sistema e que eu uso:

Sink Shining - Lava loiça a brilhar

O princípio é o de que começar o dia com um lava-loiças a brilhar, sem loiça nenhuma lá dentro dá logo um ânimo diferente para começar o dia. E realmente quando acordo e entro na cozinha e tenho tudo arrumadinho, sinto-me tão bem. Esta é daquelas coisas que a minha mãe sempre fez (e as mães têm sempre razão!!!), mas a mim sempre me aborreceu lavar a loiça, e muitas vezes a seguir ao jantar deixava-a no lava loiça e ia acumulando…  Depois comecei a verificar que fazer o jantar corria muito melhor se tivesse a loiça toda lavada, e então, lavava a loiça toda antes do jantar, e pensava "Já lavei muita loiça hoje, não me apetece lavar mais". Assim, só tinha o lava-loiça a brilhar mesmo antes de começar a fazer o jantar, e é sabido que enquanto se faz o jantar suja-se sempre loiça, além dos pratos e talheres e cenas.
Só quando comprámos a casa, e comprámos uma máquina de lavar-loiça (foi a 3ª coisa que comprámos) é que o hábito começou a entrar mais ou menos no eixos…e reparem que eu disse mais ou menos…
Agora só muito raramente acontece, só quando há tanta loiça que não cabe na máquina (e devido à tarifa bi-horária, só se tiver a máquina mesmo cheia ao almoço é que a ponho a lavar durante o dia) é que não a lavo (continua a aborrecer-me lavar a loiça, e como geralmente faço o jantar, achoque mereço o devido descanso). Nesses dias, para não ter o lava-loiça cheio de loiça suja, ponho-a num alguidar ao lado, na bancada. Parece um bocado parvo, mas resulta :).

Baby Steps - Passinhos de bebé

Como diz a FL, a casa não ficou num caos* num dia e não vai sair do caos num dia, por isso…Baby Steps, um passinho de cada vez. Ela aconselha a marcar um temporizador durante 15 minutos e começar a fazer…qualquer coisa

15 minutes - 15 minutos

Pode-se fazer tanta coisa em 15 minutos, mesmo quando achamos que não vale a pena fazer qualquer coisa porque é muito pouco tempo.

Declutter - Destralhar (ou declatar como eu gosto mais…)

No início o objectivo é destralhar 15 minutos por dia, na zona (eu ainda me encontro nesta fase...acho que estou permanentemente nesta fase, e ultimamente graças à Rita ocupada…) da semana. Mais sobre o destralhar noutro post.

Zone of the Week - Zona da semana

A FL dividiu a casa em cinco zonas (Zona 1 - Entrada, Zona 2 - Cozinha, Zona 3 - Casa de banho principal, e outra divisão da casa, Zona 4 - Quarto principal e casa de banho do quarto, Zona 5 - Sala de estar e de jantar). O objectivo é trabalhar uma zona por semana, ou seja, no início destralhar 15 minutos por dia na zona da semana. Quando a casa estiver destralhada faz-se a limpeza detalhada de uma zona por semana.

Weekly Home Blessing Hour - Mimar a casa Semanal (Abençoar parece-me muito forte…não sei)

A WHBH consiste num speed cleaning em que se faz cada tarefa em 10 minutos (ou menos) e como são 7 tarefas demora cerca de uma hora. As tarefas são as seguintes, não necessariamente nesta ordem:

1. Aspirar, varrer ou passar a swiffer
2.Limpar o pó
3.Despejar os caixotes do lixo
4.Lavar os vidros
5.Deitar as revistas e jornais fora
6.Lavar o chão da cozinha e da casa de banho
7.Mudar os lençóis

Detailed Cleaning List - Lista de limpeza detalhada

A limpeza mais detalhada é feita semanalmente na zona da semana. Existem no site as listas que a FL usa para a casa dela, mas, como é óbvio cada um adapta à sua realidade. Geralmente incluem tarefas como sacudir os tapetes, mudar o colchão, limpar por cima dos armários da cozinha, todas aquelas coisas que só nos lembramos de fazer nas limpezas de primavera.

Routines - Rotinas

As rotinas, como já disse aqui, permitem que a casa entre em piloto automático.  Como diz a Thais, não é uma lista de coisas que seja necessário fazer numa ordem específica, mas que quando são feitas diariamente começam a ser feitas automaticamente. No site podem ver as rotinas da FL, e aqui podem ver as minhas. Resumindo, existem vários tipos de rotinas: manhã (ou quando se acorda…para quem trabalha por turnos…e sim, eu sei o que é isso), tarde (ou quando se chega a casa), noite (ou quando nos deitamos), e ainda existem as rotinas para as crianças, que parece-me que são também bastante importantes, em nome serão as mesmas, mas a da tarde será quando chegam a casa da escola.

Perfection - Perfeição

A perfeição não existe, e nós na nossa mente perfeccionista protelamos o fazer porque sabemos que não temos tempo para o fazer de maneira perfeita…

Isto ainda acontece comigo…mas já começo a melhorar. Este blog ainda não existiria se não estivesse a melhorar.

Além destes elementos, sempre presentes, existem outros como o control journal (ou a agenda da casa), onde temos escrito todos os elementos já referidos, e outros elementos que pareçam importantes para o bom funcionamento de qualquer casa, os menus, os 5 minutes room rescue para limpar os clutter buster durante 5 minutos (por exemplo a mesa da sala, onde pousamos tudo quando chegamos a casa, limpá-la em 5 minutos), e destacar um dia para diferentes tarefas (por exemplo, 2ª feira é dia de Weekly Home Blessing Hour, 4ª feira é dia de limpar o frigorífico…por aí fora)

Ainda acerca da perfeição, ainda agora tive que me lembrar que este post não tem de ficar perfeito, pelo que não preciso de fazer uma tese de mestrado acerca do sistema. Ao longo do tempo espero ir postando os meus avanços, os meus "módulos" preferidos e como os faço, além do facto de que todos podem ir ao site para obter mais informação.


*(CHAOS - Can't have anyone over syndrome - Síndroma de não poder ter convidados…isto em português não resulta muito bem)

sábado, 15 de setembro de 2012

Destralhar os livros...ou não...

 Este link fala sobre minimalismo, e este post especificamente acerca de deixar os livros irem.

Depois de começar a ler o blog da Rita ocupada (eu espero que ela não se chateie do meu baptismo), voltei a ter inspiração para destralhar a casa (já a flylady diz a mesma coisa...). Ainda não acabei, porque é preciso ir com baby steps, mas já destralhei algumas coisas. Das quais uns 5 livros que não irei voltar a ler, porque não me disseram grande coisa. Mas devo confessar que os livros são a minha paixão (além do J., do Eddie Vedder, dos Pearl Jam,...), principalmente livros de fantasia.

E devo ser das únicas pessoas que conheço que lê o mesmo livro várias vezes (mas não leio só um...existem bastantes livros que já li e reli). Assim, a minha biblioteca é constituída por livros que eu leio várias vezes, logo nunca poderão ser considerados tralha.

Tomei uma decisão acerca dos livros, comprarei livros apenas dos autores que já conheço e que gosto (basicamente é o que tenho feito até aqui). Outros autores que tenho curiosidade de ler, das duas três:
- Peço emprestado
- Vejo na biblioteca
- Aproveito promoções ou a Feira do Livro (geralmente guardo cerca de 50/60€ do IRS para gastar na Feira do Livro, e faço uma lista dos livros que quero comprar)

Em relação às promoções recebo notícias de vários sítios (deviam pagar-me pela publicidade gratuita que vou fazer a seguir...):

- A Saída de Emergência tem, além de ser a editora de algumas das minhas autoras favoritas (Anne Bishop, Sherillyn Kenyon, Karen Marie Moning e a recém descoberta Nora Roberts - ainda só li um livro, mas li-o numa noite), uma promo fantástica, na compra de 2 livros oferecem um de uma lista que muda todos os meses, e ainda oferecem desconto de 10% no mínimo - Estes não compensam ser comprados na Fnac ou noutro sítio qualquer - só se estiverem a metade do preço.
- A Presença costuma ter um livro da semana, a preços bastante convidativos. Nunca comprei nenhum porque os que queria já tinha quando foram livro da semana.
- A Wook.pt às vezes tem umas promoções engraçadas e na altura do Natal costuma fazer uma promoção de oferta de 40% do valor gasto para ser utilizado em Janeiro.
- A Fnac dispensa apresentações, quem tem cartão Fnac tem sempre 10% de desconto nos livros, e geralmente consegue-se encontrar muita coisa.
- Já fui mais fã da Bertrand, apesar de ter cartão Bertrand, há muito, mas mesmo muito tempo que não compro lá nada...acho que os outros sítios acabam por compensar mais, e além disso não tenho assim tanto dinheiro para comprar livros em tudo quanto é sítio.
- A Amazon também dispensa apresentações. Compensa encomendar vários livros (ou outros artigos de cada vez) já que se paga por artigo e por encomenda. Não sei se já repararam, mas aqui tenho uma lista dos livros que recomendo na Amazon. Se quiserem comprar, e se o fizerem através destes links ajudam-me...
- Este site - Book depository - descobri também há algum tempo e já encomendei 2 livros. A vantagem em relação à Amazon, é que não se pagam portes, têm os preços em euros e acaba por compensar.

Portanto, como já viram, sou capaz de começar um post a falar de ficar com menos livros, e a acabar com ideias para ter mais...

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Bulas dos medicamentos...

Já repararam que quando um médico passa uma receita para um medicamento (ou vários) não costuma perguntar grande coisa (do género se é alérgico à penincilina, se está grávida, se tem outras alergias, se está a usar tacrolimus monohidratado, ou outro medicamento qualquer).

No outro dia receitaram-me um medicamento que na farmácia tiveram receio de mo dar assim, sem mais nem menos. Acabei por não levar, e tive que ir ao centro de saúde. A médica não perguntou nada e receitou-mo.

Fui à farmácia, comprei o medicamento e fui ler a bula. Eu acho piada é que, além das contra-indicações todas,  interacções com outros medicamentos, e efeitos secundários, diz sempre: "Informe o seu médico se..."

A questão que se coloca é a seguinte:

Nós só lemos a bula, e portanto as advertências, depois de termos ido ao médico, e depois de comprarmos o medicamento. Parece-me óbvio que:
1º - neste país ninguém vai voltar ao centro de saúde, ou ao consultório pagar uma consulta só para informar o médico que toma x medicamento, que reage negativamente com o receitado
2º - a farmácia não aceita o medicamento de volta e não devolve o dinheiro

Portanto...acho que terei que arranjar um médico a quem possa perguntar estas coisas mais informalmente...lembrei-me...já tenho...mas nunca me lembro de perguntar estas coisas....

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Rotina diária...

Já vos falei da Flylady?
Daqui a bocado pareço o G. um amigo do J. que cada vez que combina qualquer coisa com ele e com outro amigo, o E. diz sempre: -Já conheces o E.?
Portanto, começando o post de outra maneira:

Já vos falei aqui da flylady. Além dos menus semanais (ou quinzenais, ou mensais, como queiram) ela advoga a criação de rotinas. Também a Thais e a Rita muito ocupada falam nisso, e qualquer site de organização diz a mesma coisa. As rotinas ajudam-nos a entrar em piloto automático.

Finalmente, ao fim de vários anos a cair da carruagem (falling of the wagon), tenho estabelecido as minhas rotinas. Ainda não estão bem acertadas, já que há dias e dias, mas no geral tem corrido bem.

Rotina da manhã
Desde que comecei a acordar cedo que parece que tenho mais energia (bem, depende dos dias...). Assim, a minha rotina matinal ideal a seguinte:
- Banho
- Swish and Swipe na banheira (esta ainda não domino...tenho que pôr post-its na casa de banho, e arranjar um pano só para a banheira)
- Hidratação
- Vestir
- Apanhar a roupa (se estiver alguma estendida)
- Estender a roupa
- Tirar a loiça da máquina (esta é uma que eu quero começar a fazer quando a máquina da loiça estiver a funcionar bem!!!! Que isto de um programa de meia hora levar uma noite inteira a abrir a porta...)
- Preparar o almoço, e os lanches
- Tomar o pequeno almoço enquanto leio um livro.
- Fazer a cama (pelo menos o meu lado)
- Sair meia hora antes e ir a pé para o trabalho (depende dos dias)

Rotina da tarde (quando chego a casa)
- Mudar de roupa (nesta altura do ano calçar uns chinelos e uns calções)
- Tirar a loiça da máquina (para já, porque ainda não consigo fazer isto de manhã)
- Pôr a loiça do pequeno almoço e do almoço na máquina
- Fazer a tarefa da rotina semanal (mais sobre isso noutro post)
- Swish and swipe aos lavatórios
- 15 minutos a destralhar a zona da semana (mais sobre isso noutro post)
- Começar a preparar o jantar (independentemente de ser dia de hidroginástica)

Rotina da noite (começa a seguir ao jantar)
- Arrumar sobras de comida e começar a preparar o almoço do dia seguinte
- Pôr loiça na máquina
- Deixar o lava-loiças a brilhar (Sink Shining)
- Preparar a roupa para o dia seguinte (convém verificar se há reuniões importantes ou se vou a pé - a roupa difere consoante as ocasiões - geralmente faço quando me vou deitar)
- Na casa de banho verifico o cesto da roupa suja, para ver se tenho roupa suficiente para pôr uma máquina
- Ler um bom livro (já na cama - este é um hábito que vem desde miúda)

sábado, 8 de setembro de 2012

Cabeleireiro...

Devo confessar que eu sou um bocado "tonhó", quando se trata de ir ao cabeleireiro. Nunca sei como quero o cabelo, e quando sei não consigo explicar muito bem. Mas pronto, geralmente tenho sorte e saio de lá satisfeita.

Devo dizer também que não tenho um cabeleireiro favorito, onde vou sempre. Isto tudo porque ninguém consegue substituir a minha amiga A. A A. foi minha colega de quarto durante 4 anos, e como trabalhou num salão, embora nunca tivesse cortado cabelos, na universidade usou-nos como cobaias. Devo dizer que nunca me preocupei muito, porque confiava nas capacidades de cabeleireira dela. Assim, enquanto morámos juntas nunca fui a um salão, já que a nossa sala era o salão, e mudava de visual umas quantas vezes por ano.

Quando ela se foi embora deixei de cortar o cabelo com tanta frequência e basicamente comecei a experimentar vários salões, no sentido em que uma vez ia a um, da vez seguinte ia a outro.

Quando viemos para Lisboa cortei algumas vezes ali nos cabeleireiros da rua dos cafés, mas devo dizer que me custa um bocado dar 35€ por me lavarem o cabelo, cortarem e pentearem. Então aderi à moda dos vouchers e já fui experimentar mais dois salões em zonas diferentes de Lisboa. Mas hoje decidi ir experimentar um salão low-cost aqui ao lado do Metro de Telheiras, e correu bastante bem, gastei 20€ (acho que é o máximo que eu admito gastar) e estou bastante satisfeita com o resultado.

Mas continuo a não me sentir muito à vontade num salão de cabeleireiro. Acho sempre que olham para mim de uma maneira estranha.

Organização da gaveta...

No outro dia deu-me um "vipe", e decidi organizar a 1ª gaveta do módulo Vika Alex (o módulo tem 5 gavetas, 3 minhas, 2 do J. e eu só mexo nas minhas coisas). Então, esta gaveta estava um bocado caótica (um bocado é favor...) com canetas, e clips e montes de coisas que não pertenciam. Aproveitando uma série de caixas de plástico (há uns tempos arrumei o armário dos tupperwares, e retirei todos os que não uso mesmo e os que já não têm tampa, já a pensar nesta gaveta) arrumei todo o conteúdo nas respectivas caixas.
Não tirei uma foto do antes, mas aqui está uma foto do depois, do qual me orgulho bastante...



terça-feira, 4 de setembro de 2012

Doce de tomate...

Numa de aproveitar os quinhentos frascos que guardei, e que o J. não percebe para que servem, decidi fazer doce de tomate (o facto de ter montes de tomate não pesou assim tanto na decisão.......). 
Então, usando a receita do livro base da Bimby como ponto de partida fiz um belo de um doce que adoça os meus iogurtes da noite (iogurte natural, com doce de tomate, e sementes de linhaça).

Doce de tomate
(adaptada do Livro base da Bimby)

500g de tomate
2 Paus de canela (eu gosto do sabor da canela)
300g de açúcar (e mais um bocadinho)

Retirar a pele e as sementes do tomate, e escorrer durante uma hora por cima de uma folha de papel de cozinha. É importante escorrer o máximo de água possível. (eu deixei a escorrer durante uma hora, só retirei a pele, esqueci-me das sementes, mas como não os abri, não escorreu água por aí além...ver resultado mais a seguir)
Colocar no copo o tomate escorrido, o pau de canela (neste caso foram dois) e programar 10 min/100ºC/velocidade colher inversa. Colocar o cesto, em vez do copo medida, em cima da tampa.
Adicionar o açúcar, e programar 15 min/100ºC/velocidade colher inversa com o cesto em cima da tampa, em vez do copo.

No fim deste tempo fui ver o doce e estava um bocado líquido (I wonder why!), pelo que programei mais 5 minutos, nas mesmas condições. Há que dizer que não resolveu o problema, mas como o sabor está óptimo, não me preocupo muito :)

Acho que para a próxima vou escorrer mais...ou se calhar não...

Aqui fica uma fotozinha (nota mental: Aprender a tirar fotografias como deve ser!!!!!)


domingo, 2 de setembro de 2012

Organização na hora de comer...

Post longo

Quem me conhece sabe que eu costumo fazer menus semanais. A Flylady diz para fazer menus semanais, fazer a lista de compras tendo em conta o menus e limpar o frigorífico.

Conheci a Flylady em 2005, e ao fim de algum tempo comecei a fazer menus semanais. Se procurarem em blogs e sites de organização todos dizem a mesma coisa, fazer menus e a lista de compras tendo em conta o menu. Não é que eu seja uma guru da organização familiar, mas realmente funciona. Em Faro, semana que não tivesse menu feito não comia nada de jeito e gastava mais dinheiro, porque comia sempre lá nos cafés do aeroporto, que, como qualquer pessoa que já tenha viajado de avião e tenha comprado qualquer coisa num destes cafés sabe, são caríssimos, mesmo com o desconto de funcionário. Lembro-me que uma vez fiz um escândalo porque paguei 1,75€ por um néctar de pêra (não sei quanto custava normalmente, mas era caríssimo).
Hoje que estou com o J., se não fizer menus, passo o tempo meia stressada porque não sei o que hei-de fazer para o jantar, e tenho que andar a passar no talho ou no hiper várias vezes na semana.
Assim, tento fazer menus semanalmente, geralmente durante o fim de semana (deveria ser rápido, mas na verdade demoro algum tempo a fazê-lo).
Existem várias abordagens ao tema, e eu basicamente uso um bocado de todas...:)
- Ter uma lista de refeições favoritas, e escolher uma para cada dia, tentando alternar carne com peixe e ter em conta o dia da semana (dia de hidroginástica não dá para fazer algo mais complicado)
Hoje em dia os favoritos são bolonhesa, bacalhau com natas, pataniscas, peitos de frango panados, peito de frango grelhado, e mais alguns que não me lembro. Tenho no meio da minha papelada que quero organizar (ainda este mês!?!?!?!?) três listas de refeições testadas e aprovadas (carne, peixe, assim-assim) que quero colocar no meu "Control Journal" (noutro post eu explico), para ser mais fácil fazer o menu. Também quero criar uma lista de receitas a experimentar (além do dossier que já tenho, e do bloco de notas do One-note). Há quem, com a lista das receitas favoritas, coloque no google calendar, e ponha em repeat (por exemplo, tem 30 receitas e coloca cada uma para ser repetida ao fim de um mês, ainda fica com uma margem para dias em que não coma em casa, ou para comer sobras). Eu ainda não cheguei a esse ponto, porque gosto de experimentar receitas novas.
- A abordagem que tenho usado agora é ter a lista de comida existente em casa (tenho um modelo de inventário do congelador e do frigorífico, se quiserem peçam-mo) que preencho à mão.

 Este inventário foi feito a meio do mês de Agosto, e ainda está mais ou menos certinho


 De tempos a tempos (geralmente na semana da Cozinha - flylady), quando começo a ver que está desactualizado faço uma limpeza no congelador e no frigorífico, e anoto o que tenho. Depois tento fazer refeições usando o que já tenho, e comprando apenas o que não tenho. Já disse ao J. que não havendo comida no congelador era mais fácil fazer o menu. Era só usar a abordagem de cima. No entanto, desta maneira consegui não ir às compras a semana passada, porque tenho tudo em casa.
Para arranjar ideias para as refeições, além da lista dos favoritos, costumo fazer um périplo pelas quinhentas mil receitas que tenho armazenadas nas mais variadas formas: livros, recortes, caderno, one note, revistas, net...
Neste último caso (de ir às compras no congelador) faço uma lista de receitas que posso fazer com cada elemento (por exemplo, congelei um bocado de bolonhesa que sobrou, com ela posso fazer lasanha, rechear tomates ou pimentos ou beringelas ou qualquer coisa, ou fazer um bocado de esparguete e comer uma bolonhesa normal) e depois vou colocando nos vários dias (existem por essa internet fora milhentos modelos para preencher menus, eu própria tenho alguns no meu computador, mas o que é certo é que eu uso um papel de rascunho A5, coloco os dias da semana espaçados e depois vou preenchendo, a lápis).

 (este é o da próxima semana, como podem ver ainda não está concluído)

Depois de se ter o menu definido (ou à medida que se vai preenchendo os dias) faz-se a lista do que é necessário para fazer as receitas, que não se tenha em casa...esta parte parece-me óbvia.

Na hora de ir às compras não nos podemos esquecer de levar a lista (detesto passar no hipermercado, sem lista) senão metade do que queríamos trazer fica na loja e trazemos coisas que não sabemos como vamos usar (pelo menos isso acontece-me). Quando andava na universidade achava por bem ir às compras sem lista. O meu método era ir passeando pelos corredores todos, porque achava que assim me lembrava do que me fazia falta. Claro que me esquecia de metade, e trazia coisas que não me faziam falta, mas que decidia levar na mesma porque na altura lembrava-me que podia fazer uma certa refeição. Quando chegava a casa esquecia-me do que tinha pensado, ou então não podia fazer o que tinha pensado porque me tinha esquecido que para fazer isso precisava de mais qualquer coisa.

Além da lista da comida tenho sempre um papel e uma caneta em cima do microondas para ir anotando o que me faz falta (limão, alho, detergente x, etc). Cá em casa já sabem que se não está na lista não é comprado, só se eu me lembrar enquanto estou nas compras.

Outra regra que tento seguir à risca é não ir às compras com fome. É certo e sabido que vou comprar mais coisas, e geralmente é só porcaria. No início eu e o J. íamos às compras juntos, geralmente à segunda feira, depois da minha hidroginástica, jantávamos no centro comercial de Telheiras, e depois íamos às compras. Entretanto, como comecei a levar o carro para o trabalho, e passo pelo hipermercado a caminho de casa, não faz sentido andar para a frente e para trás. Assim, geralmente à segunda-feira, ou à terça, dependendo das horas a que saio, passo no hipermercado a caminho de casa. E já reparei que independentemente de a lista ser grande ou pequena demoro cerca de uma hora. No outro dia não tinha lanchado, e estava com fome, claro que enchi o carrinho de pão e chocolates...e cheguei a casa e não me controlei.

Mas toda esta organização não é rígida, como me parece que já descobriram por vocês :). Às vezes não me apetece (ou ao J. ou à A.) o que está planeado, ou o J. não janta em casa, e aí eu como qualquer coisa, ou não me apetece cozinhar o que está definido, e aí trocamos por qualquer uma das coisas que está na lista (afinal temos tudo o que é preciso para fazer essa refeição), ou então vamos comer fora. Uma das vantagens de às vezes não se fazer tudo certinho, é que às vezes na semana seguinte já tenho algumas das refeições definidas, que transitam da semana anterior.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Wook

WOOK - www.wook.pt

Book Depository

Free Delivery on all Books at the Book Depository